Portal Se Liga Pilões-PB
Share Button

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Polêmica: UEPB anula provas de concurso da Prefeitura de Campina Grande

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Comissão Permanente de Concursos (CPCON) e em consonância com a Prefeitura Municipal de Campina Grande, decidiu anular as provas para todos os cargos de nível superior do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), realizadas no último domingo, 23 de novembro.

O gabarito, divulgado ontem, causou polêmica porque todas as questões de Português e Raciocínio Lógico para os cargos de ensino superior - as 25 primeiras para qualquer cargo - tinham a alternativa “A” como resposta correta.

De acordo com a UEPB, as provas serão refeitas nas suas três áreas temáticas (Português, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos) ainda este ano, em data a ser divulgada em breve, de acordo com o mesmo conteúdo programático exigido no edital do Concurso.

O problema ocorrido com o gabarito das provas de nível superior, ainda de acordo com a universidade, foi essencialmente de falha técnica do sistema de computador que deveria fazer a distribuição automática e aleatória das alternativas, mas não operou a distribuição nas áreas temáticas de Português e Raciocínio Lógico, mantendo o gabarito anterior encaminhado pela banca elaboradora.

As provas dos níveis fundamental e médio não registraram nenhum problema. Desta forma, permanece o calendário das provas práticas inalterado, conforme edital previamente divulgado.

A Comissão Permanente de Concursos (CPCON) afirmou que a decisão de anular as provas de nível superior do Concurso da PMCG reafirma a seriedade e o compromisso da UEPB com a qualidade, lisura e credibilidade de todas as ações da Instituição que, ao longo de toda a sua história, nunca registrou nenhum ato que colocasse em dúvida a idoneidade da Universidade Estadual da Paraíba em nenhum processo seletivo.

Vital do Rêgo é indicado para vaga de ministro do TCU; Raimundo Lira será senador

   
O presidente do Senado, Renan Calheiros, anunciou na noite desta terça-feira (25) que foi encerrado o prazo para a inscrição  de nomes indicados para o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). O nome do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) foi o único inscrito para a vaga do ministro José Jorge, obrigado a se aposentar porque completou 70 anos no último dia 18.

Renan anunciou que o nome de Vital do Rêgo será submetido à análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Se aprovado, ainda terá de passar pela análise do Plenário do Senado. O TCU é um órgão de controle externo, auxiliar do Congresso Nacional.

Com a nova missão de Vitalzinho, a Paraíba também terá um novo representante no Senado Federal, o empresário Raimundo Lira (PMDB).

A vaga  de ministro do TCU é bastante disputada, pois é vitalícia e representa um coroamento para a trajetória política, lá Vital terá como colega, a mãe do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, a ex-deputada Ana Arraes indicada após forte concorrência.

com PB Agora

CRIANÇA NASCE COM 4 BRAÇOS E 4 PERNAS,E MORADORES ACREDITAM SER UM DEUS

O nascimento de uma criança deixou os moradores da Índia, assustados. O bebê, que não teve a identidade revelada, nasceu com quatro pernas e quatro braços e os habitantes acreditaram que ele é a reencarnação de um deus. Isso ocorre porque as divindades hindus, em sua grande maioria, possuem vários membros. Centenas de pessoas de vários regiões do estado de Bengala Ocidental estão viajando para ver ou tocar na criança. A polícia está apreensiva com a segurança dos pais e do bebê, por não conseguir controlar a multidão que anda pelas ruas próximas ao hospital, em lágrimas, implorando para ter acesso ao recém-nascido. De acordo com o site DailyMail, a má deformação da criança é decorrente de um irmão gêmeo que não se desenvolveu corretamente e se fundiu ao abdômen do irmão saudável. Em entrevista ao site, a família contou que está feliz com a criança e afirma ser ele filho do deus hindu Brahma, que também possui 8 membros. “Quando ele saiu eu não podia acreditar. As enfermeiras disseram que ele estava muito deformado, mas eu podia ver que isso era um sinal de deus. Na verdade, isso é um milagre, o bebê do próprio deus. Um deus indiano tem membros extras igual a ele”, disse um dos membros da família à TV local. Mesmo com o relatório médico, as pessoas estão exigindo ver a criança. Segundo a crença, ele é um deus e as pessoas têm o direito de ter contato com ele. “Quando ouvimos pela primeira vez sobre o menino deus, estávamos um pouco céticos. Mas, nós viemos para ver porque estávamos intrigados com todas as notícias que ouvimos de amigos. Quando eu finalmente vi uma foto da criança, fiquei maravilhado”, disse Chukka Rao, 67 anos, uma das pessoas que está lutando para conseguir ver ou tocar a criança.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Municípios da Paraíba irão receber R$ 112 milhões do FPM


Municípios da Paraíba irão receber R$ 112 milhões do FPM
  A Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgou na sexta-feira (21), a estimativa dos recursos que deverão ser repassados pela União às prefeituras brasileiras no mês de dezembro, referente ao 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Segundo a entidade, esse percentual, oriundo dos impostos federais, corresponde a R$ 3,470 bilhões, dos quais R$ 112,1 milhões ficarão com os 223 municípios paraibanos.

dinheiro deverá ser creditado na conta das prefeituras até o dia 10 de dezembro.

No caso da Paraíba, conforme as estimativas da Confederação dos Municípios, o repasse do 1% este ano deve ser 12,1% maior que o montante recebido no ano passado, quando o governo federal transferiu para as prefeituras paraibanas R$ 100.102.493.

No Estado, em 2014 a maior parte dos recursos, cerca de 25,8%, ficará concentrada nos 10 maiores municípios, que juntos, este ano, receberão da União R$ 29.053.191,34.

No ranking das maiores valores, João Pessoa aparece com R$ 14,7 milhões, seguida por Campina Grande, com R$ 3,6 milhões. As outras oito cidades receberão entre R$ 1,8 milhão e R$ 1,1 milhão.

Na outra ponta, os menores municípios, enquadrados no coeficiente 0.6 do FPM, receberão, cada um, R$ 300.516,75.

Nesse grupo estão Aparecida, Cuité de Mamanguape, Pedra Branca, Boa Vista, Baía da Traição, Cabaceiras, Cachoeira dos Índios, Montadas Cubati, Riachão, Prata, Gado Bravo, Serra da Raiz, São Mamede, dentre outros.


Ascom

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Criança de 3 anos morre afogada dentro de cacimbão de água em Bananeiras/PB



Cidade de Bananeiras
Cidade de Bananeiras
Uma criança de três anos de idade morreu após cair em um cacimbão de aproximadamente 10 metros de profundidade na Zona Rural do município de Bananeiras, Brejo paraibano.
Segundo informações do sargento Luiz Antônio, da Polícia Militar de Solânea, o fato ocorreu quando mãe da criança foi buscar água em um cacimbão, dentro de um matagal. “A mãe levou foi buscar a água no cacimbão e levou a criança junto. No local existem dois cacimbões, um deles estava cheio e o outro, onde a criança morreu, tinha apenas 55 centímetros de água. Em um momento de distração da mãe, a criança foi brincar na beirada do outro cacimbão a acabou caindo”, afirmou.
De acordo com o sargento, a mãe ouviu os gritos da criança e buscou socorro. “Ela buscou socorro, mas como a localidade é bastante isolada a demora foi grande. Quando os Bombeiros e o Samu chegaram ao local constataram a morte da criança. é uma tragédia, já que a água era pouca, mas o garoto pode ter ficado com medo e não conseguiu de levantar.”, concluiu.
O corpo da criança foi levado para a Gerência de Medicina e Odontologia Geral (Gemol) de Guarabira.
Da Redação
Com Portal Correio

Deputado paraibano vai a Israel conhecer sistema de dessalinização da água do mar

Conhecer o sistema de dessalinização usado no Estado de Israel, república parlamentar localizada no Oriente Médio. Esse será um dos compromissos do deputado federal Wilson Filho (PTB), ainda este ano, depois do convite feito pelo ministro da Embaixada de Israel no Brasil, Lior Ben Dor, em Brasília, para conhecer o trabalho que é referência no mundo.

Para o deputado, a visita servirá para estabelecer uma política pública de acesso à água de qualidade para o consumo humano por meio do aproveitamento sustentável de águas do mar, incorporando cuidados ambientais e sociais na gestão de sistemas de dessalinização.


“O processo de dessalinização pode ser um excelente caminho para que o Nordeste e o Brasil não sofram com falta de água, já que temos um enorme litoral. Vou conferir in loco como é o funcionamento em Israel e trazer para o Brasil a experiência positiva”, disse o deputado, que preside na Câmara Federal, as comissões do semiárido e combate à seca.



De acordo com o deputado, a implantação do processo deverá ocorrer após um estudo do potencial hídrico na região. O sistema de dessalinização da água já é usado em nove estados no Brasil.


Dessalinização em Israel

Israel inaugurou, em 2010, a sua terceira usina de dessalinização no norte da cidade de Hadera. A usina foi considerada a maior usina de dessalinização por osmose reversa do mundo. Ela captura água do Mar Mediterrâneo e a torna potável, a expectativa é que a usina produza 127 milhões de metros cúbicos de água por ano – o suficiente para abastecer um sexto da população israelense.
Paraíba Mix com Assessoria

Um Padre e um casal de namorados são presos com 170 quilos de maconha e arma de fogo dentro de igreja



O padre Mário Roberto Gomes de Arruda, da Igreja Apostólica Católica Brasileira, localizada na rua Ernestina Batista, em Pontezinha, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, foi preso na noite da última quinta-feira (20) por tráfico de drogas. Segundo a polícia, cerca de 170 quilos de maconha foram encontrados dentro da paróquia.
Além do religioso, um homem e uma mulher – que não tiveram os nomes divulgados – foram presos suspeitos de envolvimento no crime. Os policiais do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) também apreenderam, dentro da igreja, um revólver calibre 38 e uma carteira de autoridade eclesiástica. Ainda segundo a polícia, o homem que foi preso tinha envolvimento amoroso com o padre.
O religioso e o homem foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. Já a mulher foi encaminhada a Colônia Penal Feminina, no bairro do Engenho do Meio, na Zona Oeste do Recife. Os detalhes da prisão serão divulgados na tarde desta sexta, às 15h, pelo delegado Sérgio Ricardo.
Foram detidos
Na manhã desta sexta, a assessoria de comunicação da Arquidiocese de Olinda e Recife informou, por meio de nota, que o padre havia sido ordenado padre na Arquidiocese de Juiz de Fora, em Minas Gerais, mas não fazia mais parte da Igreja Católica Apostólica Romana.
Confira a nota na íntegra:
Esclareço que o citado senhor Mário Roberto Gomes de Arruda foi ordenado padre, na Arquidiocese de Juiz de Fora (MG). Submetido a um processo canônico, que culminou com a perda definitiva e irrevogável do estado clerical, imposta pelo Papa Bento XVI, ele não pode exercer, válida e licitamente, nenhuma função religiosa, na Igreja Católica Apostólica Romana, que não o reconhece mais como padre. Ademais, ele não tem nenhuma vinculação com a Arquidiocese de Olinda e Recife, embora esteja residindo no seu território, por razões pessoais.

Portal do Litoral

Pai morre depois de salvar dois filhos de afogamento em praia urbana de João Pessoa

Um homem morreu por afogamento após salvar dois filhos na praia do Bessa, em João Pessoa, neste domingo (23). Uma das crianças está em estado grave.

Segundo testemunhas, o homem já foi retirado do mar sem respirar. Imediatamente, pessoas tentaram realizar procedimentos de salvamento, realizando respiração boca a boca e massagem cardíaca. Nesse momento, ele teria expelido grande quantidade de água pela boca.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência realizou a condução do homem, bem como de seus dois filhos para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.
De acordo com o Samu, o homem já chegou sem vida à unidade hospitalar. O serviço também informou que a criança mais nova, de cinco anos, está em estado grave. A mais velha, de dez, se recupera bem.

Igreja submersa volta a aparecer por causa da estiagem em PE



Vestígios do antigo nível das águas na Igreja do Sagrado Coração de Jesus em Petrolândia antes da estiagem podem ser percebidos (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Vestígios do antigo nível das águas na Igreja do Sagrado Coração de Jesus em Petrolândia antes da estiagem podem ser percebidos (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Há 26 anos a velha cidade de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, foi inundada para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. Após a inundação, apenas o topo da Igreja do Sagrado Coração de Jesus ficou visível. Hoje, por conta da estiagem, o volume do Lago de Itaparica reduziu e praticamente metade da estrutura do templo pode ser visualizada. As algarobas ao redor da construção também podem ser vistas, bem como uma caixa d’água de uma escola da velha cidade. A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) informa que o volume útil da barragem atualmente é de aproximadamente 16%. No último período chuvoso, o armazenamento máximo do reservatório de Itaparica foi de 44,3%.
A situação prejudica as principais atividades econômicas do lugar. A agricultura, baseada na fruticultura irrigada, registrou uma baixa na produção. Dos aproximadamente 2.000 agricultores, praticamente todos tem a terra mas não estão plantando mais nada. “As estações de bombeamento dos perímetros irrigados já não conseguem captar a água suficiente para atender a demanda dos plantios que existem. Isso já paralisou a produção do município e apenas fruteiras que já estavam produzindo continuam a produção”, explica ao G1 o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Pesca, Rogério Viana. Para a agricultora Joana Nogueira fica a tristeza de não poder continuar o cultivo. “Tenho minha propriedade e sou impedida de plantar no meu próprio lote porque não é garantido a água”, conta.
Na piscicultura, os pescadores tiveram que se adaptar ao novo nível da água. Segundo o secretário, 90% do que se produz de peixe é em tanques, redes ou gaiolas que são colocadas dentro do lago. Esses equipamentos são colocados em lugares pré-determinados pela Agência Nacional de Águas (ANA). Porém, por causa da estiagem, eles precisam ser levados para locais de maiores profundidades, que tenham mais oxigênio. Com isso, os custos da produção são elevados e muitos peixes não se adaptam e morrem. “Antes quando ela [barragem] tava cheia, nós pegava até uma tonelada de peixe aqui. Por semana. E hoje em dia para você pegar 150 quilos dá trabalho para você pescar. Nós pegamos 150 quilos agora, no período de uma semana”, lamenta o pescador Reginaldo Campos dos Santos. Tô pedindo a Deus que é para que o lago encha de novo que é para nós pegar mais peixe de novo, né?”, desabafa.
Velha Petrolândia foi inundada em 1988 para construção de hidrelétrica (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Velha Petrolândia foi inundada em 1988 para construção de hidrelétrica (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
A prefeitura realiza algumas ações para minimizar os efeitos da seca. “Temos disponibilizado equipamentos para abertura e limpeza de canais de aproximação, para que os agricultores irrigantes consigam captar a água. Estamos articulando um grande encontro de instituições para discutir a situação atual. Ver quais são as perspectivas de chuvas. E quanto pretende-se baixar o nível do lago para que em cima disso possa ser feito um planejamento. A gente trabalha também com a hipótese das chuvas serem insuficientes e chegar ao caos, numa situação que a agricultura irrigada tenha que parar”, observa o o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Pesca. Já em relação à pesca, uma reunião está marcada com representantes do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) para definir ações.
As comunidades rurais também sofrem com a estiagem. A agricultora Lucicleide Maria do Nascimento trabalha em uma produção agrícola mas não cultiva nada em casa. Ainda assim, a família dela tenta controlar a quantidade de água utilizada para consumo humano, pois a localidade costuma ficar até três dias seguidos sem o líquido até para beber. “Tem que economizar bastante para não faltar. Quando a água chega nós colocamos em uma caixa d’água para ir usando”, diz.